quarta-feira, 29 de junho de 2011

1 ano depois…

Postado por Ariane Rezende às 20:26

A versão “dele” vocês podem ler aqui ó: http://t.co/FDS6keG

Sabem quando a gente fala pra todo mundo que tá bem solteira, que não quer mais saber de amor, que quer curtir, beber, “pegar e não se apegar”, que essa é a melhor fase da sua vida, que você tá se amando, que sua vida tá MUUUUUUITO boa desse jeito, mas no fundo tudo que você mais queria era alguém do seu lado que te entendesse, que te fizesse sentir única, alguém com quem você pudesse sonhar junto, planejar uma vidinha tranquila, uma casa, um filho e quem sabe um cachorro? Foi nesse momento da minha vida que ele apareceu… Eu tava naquele momento em que me metia nas maiores roubadas, entrava nas relações mais loucas pelos motivos mais diversos: carência, dificuldade de dizer não, solidão, vontade de sexo casual… e ele sempre por ali, ouvindo minhas lamúrias, me dando conselhos, sendo meu amigo, ouvindo meus chororôs, dando broncas, se preocupando…

Começou como amizade de rede social, como flerte inocente [pra mim, pelo menos]. Eu tinha saído de um noivado longo e logo depois tive uma experiência ruim. Tava baqueada, ressabiada, com os dois pés, as duas mãos e o-que-mais-pudesse-colocar atrás. Vocês sabem como mulher é… e como logo usamos aquela de que “homem é tudo igual”. Ele era muito perfeitinho… rs A palavra certa, na hora certa… Sempre com o “script pronto”, coisa de homem que tá acostumado a paquerar, galinha… E eu me esquivava, corria mesmo, pq me conhecia, tava me apegando demais ao “paulista vacilão”. Mas o destino, quando tem que ser, não tem jeito. Começou com um follow no twitter, passou pra um bom dia diário, risadas… Orkut, um “Feliz Aniversário” tímido… e um MSN deixado em forma de depoimento. Adicionei. Começamos a conversar, e muito. Cada dia mais, e mais. Até que percebi que eu ficava feliz ao ver a janelinha dele aparecendo… e meus dias começaram a não ser mais tão tristes, tão angustiantes… alguma coisa tava mudando, e isso me assustava. Outra decepção amorosa vindo? Mais problemas? Distância? Não queria mais isso… tentava afastá-lo de todo jeito… não ia dar certo, eu ia sofrer tudo de novo…

Mas ele foi insistente, mesmo eu brigando, mesmo eu me afastando, ele voltou. Devagarinho… num SMS me testou. Eu sorri, tava rendida, não tinha jeito. Conversas, sonhos, promessas. Resolvi pendências. Tomei a decisão. Eu era dele.

29/06/2010 eu dei meu sim a ele, da maneira que encontrei. Coloquei no meu facebook o status “em relacionamento sério com Marcos Aprile”. Selei meu destino. Abri meu coração pra ser feliz, finalmente. E hoje, 1 ano depois, eu só posso agradecer a ele por ter insistido, porque mesmo depois de tudo que já passamos, eu jamais fui tão feliz na minha vida, tão amada. Eu sou dele. Ele é meu. Enquanto Deus permitir.

DSC00531-4blog

3 comentários:

Marcos Aprile on 29 de junho de 2011 20:32 disse...

E que Deus permita que seja pra sempre, que nossos sorrisos sigam sendo complemento um do outro... eu te amo tanto... obrigado pelo melhor ano da minha vida, minha mulher, meu amor.

Tuka Siqueira on 30 de junho de 2011 10:37 disse...

Parabéns pela coragem de abrir o coração e deixar se levar por esse amor. Que seja eterno enquanto dure e que dure eternamente.

Felicidades!!!

Carine Paes disse...

Linda a história de amor de vocês...
Deus abençoe!

Felicidades :-D

ShareThis

 

Um amor como o nosso... Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | web hosting